22.1.09
Baratas

Não tenho sangue de barata e há realmente pessoas no mundo que são mais burras que uma porta. Irra!





19.5.08
Matar a fome

No fim de semana ouvi uma história em que diziam uma das piores expressões que se pode ouvir. Dizer a alguém que se lhe "matou muitas vezes a fome" é o mesmo que dizer que se não fosse por aquela pessoa, já teríamos morrido aí, como cães abandonados.

Tudo bem, concordo que algumas pessoas realmente o tenham feito a outras, mas isso não é motivo para atirarmos esse facto à pessoa em causa pois não? Muito menos, e voltando à história, quando essa pessoa trabalha para ti. Até porque, se alguém trabalha, a não ser que esteja a fazê-lo como voluntário, tem direito a ser remunerado por esse trabalho, certo? Então porquê matar a fome? Mata-se a fome a um cão, a um gato, mas não a uma pessoa que se farta de trabalhar...

Cada vez mais me convenço que a maior parte do pessoal que andou a cavar batatas e que subiu demasiado depressa na vida têm a mania que são melhores que os outros. O dinheiro não traz educação nem formação moral e aqui nota-se claramente uma falta de pedigree.





16.5.08
Impressões

Hoje vinha de manhã para o trabalho e cruzei-me pela 3.ª vez consecutiva esta semana com um homem. Todos os dias ele senta-se na escada de um prédio, com o seu bloco de desenho e um livro de animais no colo e desenha, desenha, desenha. E desenha muito bem, diga-se de passagem.

Contudo, não é sobre os desenhos que quero escrever, é mesmo sobre o homem-menino em si. E homem menino porquê? Porque ele olha-me com o mesmo olhar que as crianças olham para os brinquedos, um olhar sem malícia, puro. Todos os dias ele me diz bom dia e que eu sou bonita. E vá, não é por ele me elogiar (o que também sabe bem claro), mas todos os dias me apetece sorrir para ele e retribuir o bom dia. Porque, no fundo, deveriam haver mais homens-menino, homens sem malícia, com a pureza das crianças. E quem diz homens, diz mulheres. Hoje em dia a ingenuidade é tratada como se fosse um problema e não deveria ser.

Todos deveriamos ser um pouco mais ingénuos...mas enfim...





17.4.08
Powerpoints

Hoje fiz 83 power points. Digamos que estou farta deles. E digamos que o tinha de partilhar convosco (se é que não estou sozinha com as moscas...). E pronto, é isso, 83 power points e eu farta deles. Assim, pelos cabelos.

E chove lá fora. E é chato quando chove. E o carro nestas alturas fica sempre mais longe do que nos dias de sol. A menos que esteja mesmo muito sol, altura em que o carro também fica mais longe.

E já consegui escrever 2 parágrafos a descrever a porcaria de tempo e a porcaria dos slides. E vou acabar por aqui.

FIM!





17.5.07
Questão de imagem

Hoje numa aula de Direitos Fundamentais, o Prof. Paulo Otero disse que temos 3 tipos de imagem:

  • a que temos de nós mesmos;
  • a que os outros têm de nós
  • a que nós pensamos que os outros têm de nós.

Fiquei curiosa em saber o que raio pensam os amigos e não amigos de mim. Será que alguém se voluntaria a dizê-lo aqui? Fica o desafio.





15.5.07
Msn

Hoje passei umas horas no msn. A Sofia também esteve. Deu origem a uns quantos erros ortográficos. E deu muito pulo também. Houve quem visse e sorrisse. Pois é, não são aqueles que ficam com nódoas negras das pernas com tanto salto.





25.4.07
É como encontrar um trevo na tromba de um elefante

Já ouviram a música do novo anúncio do Jumbo? A música é altamente viciante "É como encontrar um trevo na tromba de um elefante". A primeira vez que ouvi o anúncio não me apercebi do que era por estar distraída a tentar estudar (sim, eu de vez em quando também estudo) e pensei, "Um trevo na tromba de um elefante?" como algo que era muito difícil de encontrar, tipo uma loja que tivesse os impossíveis. Mas não, quando vi o anúncio pela 2ª vez percebi logo que se referia ao símbolo do jumbo.

Enfim...há dias em que acordo com a música na cabeça...e só sei duas partes, a do trevo e a "Encontrar os preços mais baratos ou então devolver a diferença"...é triste...





23.4.07
Ideias pré-concebidas

Hoje fui à última entrevista, pelo menos é o que espero. A senhora até era simpática, mas era demasiado alemã. Quando digo isto às pessoas acho espantoso como elas sabem perfeitamente o que quero dizer com "demasiado alemã". Temos ideias formadas sobre tipos de pessoas, sobre pessoas que vêm de determinado país...eu sei que não gostaria de ser identificada com a tuga, lol. Acho que a bigodaça não me favorece...lol.





17.4.07
Pergunta da semana

Num debate aceso sobre uma questão, quiça, de vital importância para as nossas vidas, pergunta-se ao público deste blog:

O que é ter um certo gosto por alguém?

 

A Administração não pode explicar os motivos que levaram a esta discussão por poder estar a violar a privacidade dos seus clientes. Obrigado pela compreensão!





11.3.07
Blog e afins

Todos me perguntam porque raio fiz eu outro blog se depois acabo por não escrever nada. Pois é, têm toda a razão.

Quando fazemos um blog comprometemo-nos com quem nos lê a colocar novos textos em intervalos regulares de tempo. Pois é, é aí que está o cerne (vê-se mesmo que sou de Direito) da questão. Eu não tenho tido tempo nenhum. Os textos até surgem na cabeça, mas o pior mesmo é ter tempo para me sentar ao computador e passá-los para aqui.

Agora, a Direito do Ambiente vamos ter que escrever num blog. Isso vai obrigar-me a sentar-me à frente do computador e a escrever. Pode ser que assim este blog (e o outro para o qual não faltam sentimentos para lá pôr) ganhem uma nova vida e possa voltar a ter uma média de 1 a 2 posts/dia.





Next Page

Para aqui vêm todos aqueles nadas e ideias de m**** que tantas vezes me passam pela cabeça e me apetecem escrever e que não tenho coragem de as pôr no outro blog com medo de o corromper ou de baixar ainda mais o nível.

   





<< August 2017 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
 01 02 03 04 05
06 07 08 09 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31






Contact Me

If you want to be updated on this weblog Enter your email here:




rss feed